quinta-feira, 5 de maio de 2011

Parece absurdo e ás vezes é um pouco sim,


" E o que você vai fazer quando eu tiver que ir embora?
Eu espero você voltar " - Bob Esponja

O engraçado é que nós nos doemos pelos outros.
Sentimos saudades quando partem, mesmo que naquele local você quase não o
via.
Mais é uma saudade sua, uma saudade inexplicável.
Porque por mais que o contato fosse mínimo, era bom saber pra onde
correr.
Saudade do que nunca foi, mas de algum modo tinha sido.
E agora partindo, leva um pedaço de quem nas brincadeiras começou a se
aproximar.
Voe, caminhe, cresça e que a nossa amizade permaneça.

Ana Flavya Rigolon

5 comentários:

Lara Oliveira. disse...

Saudade fere, e ainda mais quando é de amizade, a gente sente que falta um pedaço em tudo que acontece...
Beijos

Stephanie Pereira disse...

é sempre a saudade e um pouco mais...

- Luana Medeiiros' disse...

Olá, o blog agora está de cara nova.E se chama Chá,Biscoitos e Romantismo.Espero que goste . Bjão .

Franciellen :) disse...

Acho que ESSE esperar é o sentimento mais doce que o ser humano já criou. E a saudade é boa, sim: ela não deixa morrer as memórias.

@yasmin_vizeu disse...

Saudade é um sentimentozinho filho da mãe, né? Aperta, machuca, fere e entristece... mas nos serve pra ensinar o valor que uma pessoa, uma coisa, ou um momento tem.